quinta-feira, maio 05, 2016

Dia das Mães chegando...

Mãe: palavra pequena, mas com um significado infinito, pois quer dizer amor, dedicação, renúncia a si própria, força e sabedoria. Ser mãe não é só dar a luz e sim, participar da vida dos seus frutos gerados ou criados. (autor desconhecido)


quinta-feira, dezembro 03, 2015

Muito interessante este texto, que nos mostra como somos no dia a dia com quem nos cerca. E que nos alerta para nossos equívocos.

(...) Que traiçoeira pode ser a intimidade. Ser educado e baixar a voz com o colega do curso de pós-graduação, de quem mal sabemos o nome, e soltar todos os demônios com a pessoa que amamos e que nos ama.
Nas relações íntimas, encontramos liberdade para ser sinceras, ficar mal-humoradas, usar nossas piores roupas. Estamos seguras naquele ambiente. Somos malcriadas numa terça-feira porque sabemos, afinal, que na quarta já estará tudo bem. Mas estará mesmo tudo bem?
Se, por um lado, me parece natural que a intimidade acolha nossa versão menos polida, menos civilizada, por outro, me parece triste reservar o mais agradável de nós para pessoas que nem se importam com nosso dente que está doendo ou com a reunião ruim que tivemos. Me parece mais triste ainda achar perfeitamente natural nos relacionarmos sem nenhuma gentileza com as pessoas mais próximas. Claro, não há necessidade de formalidade, o amor não é protocolar. Mas passaremos nossos dias gritando e destratando e xingando as pessoas que moram conosco, e, se um dia elas se forem, pensaremos: “A gente sempre se deu tão bem”?
A intimidade é especialista em abrigar brincadeiras, gargalhadas, silêncios confortáveis e palavras espontâneas. E em tolerar pequenas malcriações e caras fechadas, porque, vá lá, ninguém é de ferro. Mas em tolerar tudo? Em aceitar, resignada, o pior de quem reserva o lado A só para a rua e o B para dentro de casa? (...)

sexta-feira, setembro 09, 2011

Fazer o bem e amar ao próximo

A pedido de uma amiga estou publicando esse post em homenagem a população da Somalia que realmente precisa de ajuda!

Olha o que ela escreveu:

´´Pessoal... vcs q tem blog.. alem das materias que vcs tem sobre moda, kate princesa, gisele e etc , vamos tirar um postzinho no dia e colocar uma materia sobre fazer o bem e amar ao proximo ! A Somalia declarou fome a 50% da sua populacao..se nao temos como fazer nada daqui, vamos ajudar da maneira como podemos. Acabei de me tornar colaboradora dos MEDICOS SEM FRONTEIRAS e estou ajudando uma crianca desnutrida por mes... melhor sensacao nao ha , principalmente sabendo que nesse momento 50% da Somalia passa fome. Todos deveriam sentir essa alegria!! Eh apenas 1 real por dia, R$30 por mes ...isso nao eh nada no nosso dia a dia com o lanchinho de cada dia e bolsinha Louis Vuitton, mas eh a chance de vida de cada dia dessas pessoas!! Espalhem no blog de vcs ou no meio de comunicacao q tiverem.. beijos !!! ´´

Dito e feito!
É so acessar esse site http://www.msf.org.br/ e se inscrever, foi o que a Mari disse é só R$1,00 por dia

quarta-feira, julho 20, 2011

Feliz Dia do Amigo

Amigo é coisa para se guardar, do lado esquerdo do peito, debaixo de sete chaves, dentro do coração, ensina Milton Nascimento. Existem muitas definições para a amizade. Segundo o Dicionário Aurélio, amizade é um sentimento fiel de afeição, simpatia, estima ou ternura entre pessoas que geralmente não são ligadas por laços de família ou por atração sexual.

Estas duas definições, se não são definitivas, dão uma boa idéia do que seja a amizade. Amigos são importantes na vida de qualquer pessoa. São eles que riem conosco na alegria e nos consolam na tristeza. Elogiam nossos acertos e não têm medo de criticar nossos erros. O bom amigo está ao nosso lado não na hora boa ou ruim, mas na hora certa. São pessoas a quem queremos muito bem e com as quais esperamos dividir muitos momentos na vida. E sempre foi assim, amigos sempre fizeram a diferença na vida do ser humano.

Dedico essa mensagem a todos os amigos que numa grande corrente de energia positiva me deram forças pra continuar.

segunda-feira, julho 04, 2011

QUERIDOS AMIGOS,

Vcs não imaginam a felicidade de poder ter meu filho de volta em casa. O resultado da tomografia mostrou que a redução do coágulo, que ainda está lá, foi muito pequena, mas mesmo assim recebeu alta. Segundo o neuro, agora não tem mais chances dele aumentar. Próximo passo: 30 dias de repouso e nova tomografia para nova avaliação.

A dor na cabeça ainda vai ficar por um tempo, para isso, vai tomar medicação diária pra amenizar. Como ficou deitado por 8 dias, sente alguns desconfortos como: incomodo pela luz, fraqueza e flacidez nas pernas, tonteira ao levantar, barulhos e sons incomodam. Mas tudo isso aos poucos será superado.

Esta primeira semana estaremos nos readaptando em casa e nos preparando para esse período de recuperação. Algumas visitas aos médicos estarão em nossa agenda. Levará um tempo até que nossa rotina volte ao normal. Já não estarei mais fazendo um relatório diário como fiz no CTI, pq agora vcs poderão saber noticias através do próprio, tem coisa melhor do que isso.

Hoje sei que não é só o Roberto Carlos que tem 1 milhão de amigos, Gabriel e eu tb temos. Cada mensagem de apoio, cada oração, cada visita, aqueceram, confortaram meu coração de mãe e me deram esperanças em momentos que eu quase a perdi.
Espero poder agradecer a cada um de vocês pessoalmente. Assim que Gabriel tiver alta médica para voltar à vida social, faremos uma grande festa para comemorar a o 2º nascimento do Klein, estão todos convidados.

Meu eterno agradecimento a todos sem exceção.

Solange

quinta-feira, junho 30, 2011

CTI - UMA EXPERIÊNCIA RUIM (eu diria péssima)

Encontrei esse texto na internet, retrata bem o que sentimos quando temos alguem querido no CTI ou UTI.

Um mal-estar súbito. Calafrios, fraqueza muscular, tremores difusos, sem controle. Deixa-se de ser dono de si mesmo neste instante, quando o corpo diverge do que se pode querer com a razão e o coração. Quando o corpo não obedece mais e se desvia do padrão de normalidade a que se está acostumado.

Vem a internação. Um hospital - da melhor qualidade, escolhido a dedo pelos familiares - onde se deve permanecer até que o médico dê a ordem da alta. Mas, é um lugar frio, impessoal, sem cores, sem quadros nas paredes, sem vida (sem vida para salvar vidas, não se compreende muito bem).

No apartamento ainda os familiares, os pertences pessoais, a vontade sendo satisfeita na medida do possível e dentro das ordens médicas, as visitas e os telefonemas. Ainda se ouve risos, vozes, conversas.

Instabilidade no quadro clínico, completa perda de poder sobre o corpo e sobre a vontade. Respostas não esperadas do corpo, do orgânico, da hemodinâmica. Toda a parafernália à disposição: tubos, oxigênio, soro, e até uma campainha para chamar a enfermagem.

Não é o bastante. Carece-se de uma atenção mais intensiva. Transferência para o Centro de Tratamento Intensivo - CTI. Passa-se a ter uma atenção mais dolorida neste momento. Dói estar só. Dói estar longe da família e dos amigos. Dói estar sem referência, sem nenhum pertence que poderia identificá-lo. Dói para o paciente e para sua família.

O paciente lá dentro, completamente protegido dos vírus, das bactérias, dos vermes, das contaminações diversas. Protegido, também, do carinho, do amor. Colocado em uma redoma fria e monótona, distante do mundo caloroso dos contatos humanos.

A família do lado de fora, a chorar (sem saber que o paciente lá dentro também chora e chora sozinho) imaginando a dor do doente e sentindo a sua própria dor.

São dores. Dores surdas, que ecoam na alma e se expressam nas lágrimas, nos batimentos cardíacos, na pulsação da tristeza. Que se fazem notar nos olhos caídos, no olhar baixo, na redução do tônus muscular.

Não. Não pode ser aquele lugar um lugar apropriado. Não pode ser aquele lugar um lugar que restaura a vontade de viver. Talvez seja apenas um lugar que sirva para aproximar a pessoa doente de Deus, porque só Ele pode permanecer ali, junto e de mãos dadas todo o tempo, a velar em silêncio o sono induzido de quem sofre.

terça-feira, junho 28, 2011

DOR

Hoje eu tenho a maior dor do mundo, a dor de uma mae que espera que seu filho não se perca no vale da morte e encontre de volta o caminho de casa. Não mais me pergunto porque, sei que Deus, essa força maior sabe a resposta. Não tenho certeza de nada, apenas sei que meu amor pelo meu filho é a minha energia e que ele é a minha vida. Não digo nada que qualquer mãe nao diria, apenas repito. Olhar pra ele em uma cama de hospital em um frio e distante CTI, me deixa mais do que arrasada, me deixa impotente dai minha grande dor. O som que me vem a cabeça é aquele angustiante de uma baleia no fundo do mar. Procuro manter pensamentos elevados, nao pensar naquela possibilidade, e se????? No topo de algum lugar, existe uma espada apontada para meu filho, ela balança... eu vejo apenas o brilho em sua lâmina. Mas faço força pra que aquele briho soturno se torne um feixo de luz, energizado pelos anjos da guarda.
Não acredito que estamos passando tudo isso em vão. Tem que haver uma razão e uma justa razão de ser. Nesse momento só posso acreditar, que talvez estivessemos precisando nos dizer mais vezes eu te amo. Neste poucos dias de hospital, falei isso mais vezes do que nesses 20 anos. Talvez eu devesse olhar com mais carinho e mais piedade as mães que foram obrigadas a deixar seus filhos partirem, mesmo contra sua vontade, mas pelos designios de Deus.
Tenho pedido orações dos amigos e de todos os credos, sem distinção, porque acredito que a energia positiva é uma só e nesse momento, é o maior presente que todos podem ofertar ao seu amigo, colega, e meu filho Gabriel.
Certamente que todos as mensagens carinhosas e religiosas, chegarão de uma forma ou de outra aos superiores celestes e se voltarão em beneficio para meu filho.
Aos 10 anos de idade ele também esteve em uma crise muito sério e com riscos. Pensei que nunca mais passariamos por situação igual. Na minha arrogancia humana, acreditei que isso era coisa do passado, qundo agora bate a nossa porta, as mesmas dificulades.
Mas vamos todos numa grande corrente de fé, acreditar que nosso fotógrafo, skatista, jogador de futebol americano e meu filho, estará de volta em uma grande comemoração pela vida.
Que Deus nos abençoe e ouça nossas preces.