terça-feira, janeiro 26, 2010

Hoje eu descrobri...

... que não perdi a capacidade de amar e sonhar. Ainda que o amor e o sonho sejam impossíveis. As dificuldades da vida, não me tornaram uma pessoa amarga. Apenas hibernei em torno de mim mesma, na vã esperança de que a tempestade acabasse logo. Mas ela dura... dura... e dura... Mas a cada dia me fortaleço e acredito que ainda voltarei a sorrir como antes. Parecem palavras tristes, mas são na verdade, o reflexo do eterno estado de esperança que me encontro. Não existe nada mais alegre do que olhar pra frente e acreditar que existe um caminho e uma saída, mesmo que distantes.

Já não sou por fora, mais aquela menina, magra, ingenua e cheia de ideologia. Esta eu sou por dentro, por fora sou uma mulher que cresceu, viveu e amadureceu. A experiencia de vida, nos torna mais velhos e mais jovens ao meu tempo. O brilho não é tão forte, mas a instensidade é mil vezes maior na expressão do querer viver.

Ontem, hoje e amanhã, seremos pra sempre a nossa essencia revestida de camadas cronologicas, chamadas 1ª, 2ª e 3ª idades.

E viva a vida em cada fase, em cada sabor, em cada cor e em cada amor.

By: Solange

Nenhum comentário: